sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Maratona Viagens (In)Esperadas (1) | Desafio 5 e Balanço



DESAFIO 5

Dos novos autores que descobriram, qual gostaram mais?

Nesta maratona descobri 3 novos autores, mas aquela que me deixou com mais vontade de ler foi a autora Anna Casanovas.


Balanço
Como já não vou ler mais para esta maratona, vou aproveitar e fazer o balanço. Não consegui cumprir o plano inicialmente proposto (aqui), mas andei lá perto, só me faltaram cerca de 100 páginas para terminar o último livro.

Assim as minhas leituras foram as seguintes:
  1. A Rapariga que inventou um sonho (Haruki Murakami) - 151 páginas (livro que já estava iniciado e que terminei)
  2. Amor em Lume Brando (Anna Casanovas) - 303 páginas (livro iniciado e terminado)
  3. O passado que seremos (Inês Botelho) - 80 páginas (livro iniciado, mas não concluído)
Total: 534 páginas

Para uma primeira maratona do ano e visto que tenho andado com pouca vontade de ler, fiquei bastante contente com o resultado. 
Boas leituras!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Maratona Viagens (In)Esperadas (1) | Desafio 4


DESAFIO 4

Apresenta-nos a personagem principal do livro que estás a ler. Se o livro fosse adaptado ao cinema que actor/actriz poderia ficar com o papel.

Personagem Emma do livro Amor em Lume Brando de Anna Casanovas

Jovem, de cabelos ruivos desalinhados como se eles fossem o espelho daquilo que vai na sua alma. Emma aprisionou o seu coração, para assim conseguir fugir ao sofrimentos que um amor pode provocar. Tem prioridades na vida, mas ao longo do livro vai descobrir que devemos aproveitar as oportunidades que surgem na nossa vida de forma inesperada e agarrar a felicidade quando ela decidi bater a nossa porta. 
Adorei este Emma, adorei os seus conflitos internos. Adorei a forma como ela acaba por expressar o seu amor por Guillermo. 
Um romance delicioso. Até agora a minha melhor leitura de 2014.

Se o livro fosse adaptado ao cinema esta seria a actriz...

[Opinião] O perfume


O Perfume - História de um Assassino

Autor:  Patrick Süskind
Ano: 2006
Editora: Editorial Presença
Número de páginas: 276 páginas
Classificação: 2 Estrelas

Sinopse
Esta estranha história passa-se no século XVIII e é fruto de um extraordinário trabalho de reconstituição histórica que consegue captar plenamente os ambientes da época tal como as mentalidades. O protagonista é um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele – nascido no meio dos nauseabundos odores de um mercado de rua – uma alquímica busca do Absoluto. O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o Belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean-Baptiste Grenouille possui no entanto uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínio sobre o leitor. O Perfume, publicado em 1985, de um autor então quase desconhecido, foi considerado um dos mais importantes romances da década e nunca mais deixou de ser reeditado desde então, totalizando os 4 milhões de exemplares vendidos, só na Alemanha, e 15 milhões em países estrangeiros. Foi traduzido em 42 línguas. Este fenómeno transformou-o num dos mais importantes livros de culto de sempre. Em 2006, O Perfume passa a ser uma longa-metragem inspirada no romance de Patrick Süskind.

Opinião
Sei que este livro conquistou muita gente e li imensas críticas positivas acerca dele. Porém, tal não aconteceu comigo. Aliás, este foi um livro que me fez ver até que ponto as expectativas podem arruinar uma leitura.

O que é que eu esperava do livro? Bem pelo título e pela sinopse esperava assistir a uma história em que as cenas de crimes me dessem volta ao estômago. Esperava um assassino em série com uma personalidade maquiavélica. Contudo, aquilo com que me deparei está um pouco longe daquilo que eu tinha idealizado.

Começando pelos aspectos mais relacionados com o crime, eles existem mas carecem de detalhes, assim como falta maior complexidade nas intenções do nosso criminoso. Elas acabam por estar presentes, mas um pouco camufladas. Apelando um pouco à nossa imaginação, nós conseguimos criar algo mais complexo e psicopatológico, mas na minha opinião torna o livro pobre. Senti falta de situações mais intensas, de teorias mais rebuscadas...Senti falta de uma narrativa mais cativante e envolvente.

Reconheço a originalidade nos pontos chave do livro e às várias coisas ligadas aos odores. Contudo, a forma como estes aspectos foram desenvolvidos não me convenceu.

É um livro em que a narrativa evolui de forma muito lenta. Penso que o autor se perdeu em dar informações que não acrescentam nada ao livro, nem à história em si.

Existe um aspecto entre as relações pai-filha, filha esta que é a última vítima de Grenoille que me causou uma certa repulsa. Dá a entender os desejos incestuosos do pai e isso marcou-me pela negativa.

Aqueles que gostaram do livro, que aspectos positivos têm para descrever este livro?

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Desafio | Diversidade Literária

Aqui ficaram registados os livros lidos referentes a este desafio. 

Janeiro: Fantasia
Amante de Sonho (Sherrylin Kenyon)

Fevereiro: Romance histórico
Nas Asas do Amor (Sarah Sundin)

Março: Policial/mistério
Almas Cinzentas  (Philippe Claudel)

Abril: Ficção científica
Maio: Romance contemporâneo
Junho: Livro infantil

Julho: Chick-lit
Uma rapariga dos anos 20 (Sophia Kinsella)

Agosto: Thriller/Aventura
Setembro: Young adult (YA)
Outubro: Terror
Novembro: "Conto de fadas" /Lendas/Mitos
Dezembro: Livre

Desafio Novos autores

NAC.2014.250px

Aqui ficam as minhas leituras para este desafio.
Meta: 25 novos autores
  1. O perfume (Patrick Süskind)
  2. Amante de Sonho (Sherrilyn Kenyon)
  3. A Rapariga que inventou um sonho (Haruki Murakami)
  4. Amor em lume brando (Anna Casanovas)
  5. O Passado que Seremos (Inês Botelho)
  6. A Filha da Floresta (Juliet Marilier)
  7. Duas gotas de sangue e um corpo para a eternidade (Carina Portugal)
  8. Nas Asas do Amor (Sarah Sundin)
  9. Uma luz na escuridão (Catherine Anderson)
  10. A Pirata (Hugo N. Gerstl)
  11. Almas Cinzentas (Phillippe Claudel)
  12. Cartas da Nossa Paixão (Karen Kingsbury)
  13. Ana Karenina (Leão Tolstoi)
  14. Sozinhos na Ilha (Tracy Gravis Grave)
  15. A Cabana (Wm Paul Young)
  16. Uma Rapariga dos Anos 20 (Sophie Kinsella)
  17. Investigação Perigosa (Frank Gruber)
  18. Eterna Paixão (Gwyn Cready)
  19. O Carocho-Pirilampo que tinha medo de voar (Mafalda Veiga)
  20. Milagre de Amor (Eloisa James)
  21. A Noiva Proibida (Cathy Williams)
  22. O nó do amor (Elizabeth Chadwick)
  23. A noiva despedia (Nikki Gemmell)
  24. Sob o olhar do amor (Janine Boissard)
  25. Noivas de Guerra (Anthony Capella)
  26. Orgulho e preconceito (Jane Austen)
  27. Estarás aí? (Guillaume Musso)
  28. Sepulcro (Kate Mosse)
  29. Romance de Cordélia (Rosa Lobato de Faria)
  30. The Satistical Probability of Love at First Sight (Jennifer E. Smith)
  31. O Hipnotista (Lars Kepler)
  32. Descalças (Elin Hilderbrand)
  33. Romeu e Julieta (William Shakespeare)
  34. Desaparecida (Katy Gardner)
  35. A culpa é das estrelas (John Green)

Palavras Memoráveis

A dor era uma coisa mais estranha. Tinha várias formas e feitios, muitas variedades, e perguntei-me se alguém as teria identificado a todas e lhes teria dado nomes pomposos.
Marina Nemat, A Prisioneira de Teerão

Maratona Viagens (In)Esperadas (1) | Desafio 3



DESAFIO 3

Publica uma foto do livro que estás a ler no momento e aquilo que usas para marcar a tua leitura

Em primeiro lugar peço desculpa pela qualidade da imagem, mas tive de tirar fotografia ao marcador com a câmara do pc. Como a imagem com o livro ainda ficou pior decidi fazer uma montagem.

Não dá para perceber, mas este marcador está muito gasto. Uso-o há mais de seis anos consecutivos. 
Quanto ao livro ainda não posso dizer nada visto que vou começá-lo mais tarde. Terminei ontem o "Amor em Lume Brando" e andei a ressacar da Emma e do Guillermo durante o dia... Vai ser difícil partir para uma nova leitura depois desta anterior.
Está será a minha primeira leitura em português (oficial, visto já ter betado um livro da Carina Rosa) de 2014.

Maratona Viagens (In)Esperadas (1) | Desafio 2



DESAFIO 2

Apresentem-nos um dos novos autores que decidiram “conhecer” nesta maratona.

Uma das autoras que decidi conhecer nesta maratona é a escritora espanhola Anna Casanovas. Nunca tinha ouvido falar dela e trouxe o livro da biblioteca por acaso. Já tem vários livros publicados, entre eles uma série de romances históricos. O livro que estou a ler pertence, também, a uma série "Los hermanos Martí", e estou simplesmente a adorar o livro. A autora tem uma escrita muito fluída, cativante e romântica. Sem dúvida que vou procurar mais livros dela para conhecer em especial esta série em que comecei pelo segundo.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Top Ten Tuesday | Personagens com quem nunca trocaria de lugar



O Top Ten Tuesday é uma rubrica semanal do The Broke and The Bookish.

Esta semana há a oportunidade de escolher entre dois temas:
  1. Top Ten de mundos onde nunca viveríamos
  2. Top Ten de Personagens com que nunca trocaria de lugar
A minha recolha recaí no segundo ponto, porque não leio muitos livros com mundos paralelos e diferentes - quem por aqui vai passando, sabe que eu não tenho um gosto muito grande por livros de fantasia. Neste sentido, é mais fácil eleger as minhas dez personagens com que jamais trocaria de lugar.

Cá ficam elas, sem qualquer ordem específica.

1. Abby do livro Antes de te esquecer da Melissa Hill (Opinião aqui)
Eu gostei muito da Abby, mas jamais trocaria de lugar com ela por causa do problema que ela passou. Ela sofreu um acidente e perdeu a memória (assim em traços mais gerais para não spoilar nada) e se há algo que para mim é importante e faz parte de mim são as minhas memórias. Tenho pouco hábito de tirar fotografias e de registar os melhores acontecimentos porque tenho uma memória muito boa... Lembro-me de todas as coisas boas e más pelas qual passei, raramente esqueço um rosto. E se, por qualquer motivo, perdesse esta minha "ferramenta" não sei como seria. Deve ser horrível perder a consciência de nós próprios e daquilo que nos rodeia e, por esta razão, tenho um enorme respeito por pessoas que se vêm nesta situação.

2. Alli do livro Diário da Nossa Paixão de Nicholas Sparks 
Um bocadinho pelas mesmas razões da personagem anterior. Apesar de Alli ter vivido um amor lindo, o sofrimento dos últimos anos deixa-me incapaz de pensar em trocar de lugar com ela. Tenho muito medo da doença de Alzheimer, e muito respeito e admiração por todas as pessoas que diariamente cuidam destas pessoas. 

3. Peter do livro Dezanove Minutos de Jodi Picoult (Opinião aqui)
Para quem  lê a sinopse Peter é o mau da fita, mas o Peter é muito mais do que isso. É das personagens literárias que mais me marcou e eu gosto dele. Sofri imenso com ele, e por conseguir imaginar na perfeição aquilo que ele passou é que não trocaria de lugar com ele. 
Uma leitura que recomendo, sem qualquer dúvida.

4. Paxton do livro Mensagem do Vietname de Danielle Steel (Opinião aqui)
Mensagem do Vietname é um dos livros de Danielle Steel que mais gostei. Admiro a Paxton assim como a enorme coragem que ela tem, mas seria incapaz de, como ela, partir para o meio da guerra. 

5. Dasha do livro O grande amor da minha vida (Opinião aqui)
Muitas foras as pessoas que se derreteram com o amor da Tatiana e do Alexander sem nunca questionar o papel de Dasha nesta história toda. Dasha está longe de ser uma mulher burra e claro que se apercebeu da ligação emocional entre aqueles dois, mas preferiu fechar os olhos. Apesar de não aparecer essas referências no livro, penso que ela também tenha sofrido muito com todas as vivências, e ser a outra não é fácil. Por este motivo não gostaria de trocar de lugar com ela.

6. Cat Delaney do livro Obsessão de Sandra Brown (Opinião aqui)
Primeiro, não trocaria com a Cat de lugar por ela ser uma estrela da televisão. Passo a explicar: sou muito tímida e não me via a ser famosa através de um programa de televisão. Assusta-me imenso a falta de privacidade. A este aspecto junta-se ainda o facto de ela ter problemas de coração, ter recuperado a vida através de um transplante e depois andar cheia de medo porque poderá ser uma das próximas vítimas do assassino.

7. Sookie Stackhouse da série Sangue Fresco de Charlaine Harris (Opiniões aqui)
Eu odeio esta personagem. É das personagens mais irritantes com que já me cruzei. Acho que lhe falta assertividade, inteligência e atitude. Para pior ainda tem de levar com aquela amostra de vampiro que é o Bill. Decididamente, eu nunca seria a Sookie. 

8. Emma do livro Um dia de David Nicholls (Opinião aqui)
Adoro a personagem, adoro o nome que lhe foi atribuído, adoro o livro. A Emma é uma personagem especial para mim, mas seria muito difícil trocar de lugar com ela e viver uma vida em que teve que guardar o amor pelo melhor amigo. E depois a forma como terminou é frustrante. 

9. Claire do livro A mulher do viajante no tempo de Audrey Niffenegger
Ter um marido que está constantemente a ausentar-se não deve ser fácil. Eu não gostava de ter um marido que se ausentasse com frequência.

10. Nancy do livro A Siciliana de Sveva Casati Modignani (Opinião aqui)
Eu adoro as personagens femininas da Sveva. Admiro esta em particular por mil e uma razões relacionadas com livro, todas elas situações de belíssimos spoilers (mas eu quero vocês leiam o livro por isso não vou dar nenhum). Porém, ela faz coisas que eu jamais me viria a fazer e, como cereja no topo do bolo, é o marido dela. Este marido é das personagens mais bem construídas com quem já me cruzei, vocês são vão entender este meu ódio por ele quando chegarem ao fim do livro.

Maratona Viagens (In)Esperadas (1) | Desafio 1



DESAFIO 1

Pega no livro que estás a ler e abre-no numa página à sorte e partilhem connosco uma frase dessa página.

Naturalmente que, à sua maneira, também ele experimentou na pele um sentimento de perda, mas, ao mesmo tempo, também se apercebeu de que, a páginas tantas, há sempre uma fase na vida de uma pessoa em que ela tem de seguir o próprio caminho.
(Haruki Murakami, A rapariga que inventou um sonho, pág.228)

domingo, 26 de janeiro de 2014

Maratona Viagens (In)Esperadas | Plano de leitura


Pessoalmente, tenho andado com pouca vontade de ler, por isso espero que esta maratona me ajude a superar esta fase menos boa de leituras.

Não vou traçar um grande plano, visto que só a partir de quarta é que vou conseguir dedicar mais tempo à leitura. 

Em primeiro lugar quero terminar:

Este livro tem sido uma verdadeira tortura para ler. Andava muito curiosa para ler Haruki Murakami por causa do bons comentários que tenho lido a respeito do autor. Infelizmente, esta primeira experiência não está a ser muito agradável. Hoje consegui avançar um bocadinho e dos três contos que li hoje, dois deles encheram-me as medidas. 

Para depois ou para ler em simultâneo com o anterior.

Uma boa maratona a todas as participantes e boas leituras. 

sábado, 25 de janeiro de 2014

Mealheiro Literário 2014

Esta iniciativa foi proposta pelo Nuno do blogue Página a Página e, como já a vi em vários blogues, decidi também aderir. A razão pela qual decidi aderir a este mealheiro é mais para ter noção do quanto poupo ao longo do ano em livros. Compro poucos livros, pois tenho um orçamento muito reduzido e um enorme auto-controlo. 

O meu mealheiro vai incluir todas as minhas leituras de 2014, bem como outros livros que poderei adquirir e que fiquem por ler este ano.

Este post será actualizado ao longo do ano.


COMPRAS 2014: 12 (lidos 1/12)
Valor gasto: 66,42€

LIVROS RECEBIDOS: 18 (lidos 6/17)
Valor Poupado: 221,24€
(aqui incluo os livros que recebi como presente, que ganhei em passatempos e que vieram de trocas)

LIVROS EMPRESTADOS: 44
Valor Poupado: 578,89€
(aqui incluo os livros que trago da biblioteca e que peço emprestados)

E-BOOKS: 5
Valor poupado: 57,00

COMPRAS EM ANOS ANTERIORES: 0
Valor Gasto: 0,00€

DESPESAS COM OS CTT
Valor gasto: 19,14€

TOTAL GASTO EM 2014: 85,56 €
(Livros comprados + Despesas de correio correio)

POUPEI EM 2014: 927,37€
(este valor inclui os livros recebidos + os livros emprestados+ebooks gratuitos)

Janeiro | Maratona Viagens (In) Esperadas

                          
Bem chegou o dia de anunciar o resultado da votação que esteve a decorrer para eleger o tema desta primeira maratona. 

Teremos uma maratona temática, e o tema será:

Livros escritos por autores que nunca leram

Sendo uma maratona temática só os livros lidos no âmbito deste tema serão contabilizados.


Haverá um desafio diário, e o primeiro será já amanhã.

Não se esqueçam que a maratona começa dia 27 de Janeiro às 00:00 e termina dia 31 de Janeiro às 23:59.

Boas leituras!!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Top Ten Tuesday | Coisas que fazem parte da minha wishlist de leitura



O Top Ten Tuesday é uma rubrica semanal do The Broke and The Bookish.
Esta semana o Top Ten desafiamos a eleger as 10 coisas que fazem parte da nossa wishlist de leitura. Especificando um pouco melhor, o que se procura que seja enumerado são os aspectos que gostamos de ver num livro e que se nos fosse possível levaríamos um autor a escrever. (original: Top Ten Things On My Reading Wishlist (if you could make authors write about these things you would. Could be a specific type of character, an issue tackled, a time period, a certain plot, etc.))

Ficam aqui os meus temas. Confesso que este top é um pouco estranho pois nós não conhecemos todos os livros que existem no mundo, por isso podemos estar a indicar um tema que afinal já está abordado num livro e nunca nos termos cruzado com ele. Neste sentido, deixo aqui temas que gosto/gostaria (ficarei sempre na dúvida se o tema já existe ou não) de ver em livros.  


1. Segunda Guerra Mundial 
Todos os temas em volta deste que foi um período negro da história mundial despertam o meu interesse. Normalmente, com estes livros temos acesso a diferentes formas de olhar e viver a guerra. Quase sempre são histórias que mexem com os nossos sentimentos e que apelam à nossa sensibilização. Já li vários livros em que este tema serve de base para a construção da história. 

Livros lidos sobre este tema:
  • A Rapariga que Roubava livros (Markus Zusak)
  • Diário de Anne Frank (Anne Frank)
  • O Grande Amor da Minha Vida (Paullina Simons)
Livros sobre este tema que quero ler:
  • O Rapaz do Pijama às Riscas (John Boyne)
  • Nas asas do amor (Sarah Sundin)
2. Os loucos anos 20
A década de 20 corresponde a um período histórico onde houve uma enorme explosão cultural. No ensino básico fiz um trabalho para história abordando as inovações nas mais diversas áreas, assim com as personalidades que marcaram esta década. Aquilo que li na altura deixou-me rendida a esta época história e tenho pena de nunca ter-me cruzado com um livro que aborde a loucura vivida ao longo deste anos.

3. Personagens Femininas Corajosas
Posso dizer que sou um pouco feminista e sempre a favor do direitos das mulheres e da igualdade de género. Irritam-me os livros que dão uma visão fraca e submissa das mulheres. Neste sentido, gosto daqueles livros que nos oferecem protagonistas femininas cheias de coragem com histórias brilhantes de vida e de superação (apesar de ser ficção). É importante captar a essência deste tipo de mulheres e deixar que isso transpareça.

Livros lidos sobre este tema:
  • A cor da Paixão (Sveva Casati Modignani)
  • Silver Bay - A Baía do Desejo (Jojo Moyes)
  • Lição de Tango (Sveva Casati Modignani)
  • O primeiro dia e A primeira noite (Marc Levy)
Entre muitos outros...

Livros sobre este tema que quero ler:
  • Desesperadamente Giulia (Sveva Casati Modignani)
  • 6 de Abril de '96 (Sveva Casati Modignani)
(Já deu para perceber que há uma autora que me conquista imenso pela forma como aborda este tema)

4. O Futuro
Não sou muito apreciadora do género fantástico. Leio mais pela curiosidade do que pelo interesse pessoal no tema, mas quando essas obras abordam o futuro aí já conquistam o meu interesse. Li muito poucos livros em que este tema apareça abordado. Aliás, só me lembro da minha série de eleição, a Série Mortal de J. D. Robb e o livro que li como leitora beta, Novos Tempos do João Silva. Este é, sem dúvida, um tema que terei de dedicar mais leituras. Tenho de procurar mais livros (aceito sugestões).

5. 25 de Abril - Revolução dos Cravos
Este é um dos períodos da história de Portugal que mais desperta o meu interesse. Por todas as questões políticas sociais que esta mudança acarretou e, acima de tudo, pela liberdade que foi conquistada (e que muitas vezes é mal aproveitada). Gosto dos livros que abordem os antecedentes assim como os precedentes da nossa revolução, quer no país quer nas antigas colónias.

Livros lidos sobre este tema
  • O Anjo Branco (José Rodrigues dos Santos)
  • O Último Ano em Luanda (Tiago Rebelo)
6. Violência Doméstica
Podem achas estranho esta escolha, mas passo explicar o porquê. Eu gosto de ver a parte educativa da violência doméstica, ou seja, quando oferece informações úteis ao leitor sobre o tema e quando mostra mulheres capazes de dizer basta e acabar com anos de sofrimento. Acho que histórias de mulheres que superaram este tema poderá dar coragem a outras mulheres que passem pelo mesmo.
Mas a violência doméstica, não é apenas referente à violência entre marido e mulher (esta forma de violência é mais concretamente designada de violência conjugal) e sim a toda a violência que acontece no seio das famílias sejam entre casais, entre pais e filhos... Infelizmente, os livros abordam mais a questão da violência entre casais.

Livros lidos sobre este tema:
  • As gotas de um beijo (Carina Rosa) 
  • Um longo caminho para casa (Danielle Steel)
Livros sobre este tema que quero ler:
  • Um refugio para a vida (Nicholas Sparks) 
7. Crianças como protagonistas ou com um papel importante na história
As crianças têm um visão muito própria do mundo e conseguem conquistar-nos com a sua inocência. Há crianças que sofrem, que lutam... Heróis em ponto pequeno que nem sempre são bem abordados nos livros. Torey Hayden é a minha autora de eleição no que toca a crianças com papel principal num livro. Para além de nos mostrar com clareza a vida de crianças especiais, são muitos os ensinamentos que consigo retirar destes livros. É, sem dúvida, uma autora que adoraria conhecer pessoalmente.

Livros lidos sobre este tema:
  • Um longo caminho para casa (Danielle Steel)
  • A filha da minha melhor amiga (Dorothy Koomson)
  • A criança que não queria falar (Torey Hayden)
  • A criança que nunca chorava (Torey Hayden)
  • Força dos Afectos (Torey Hayden)
  • Filhos do Abandono (Torey Hayden)
Livros sobre este tema que quero ler:
  • Todos os livros da Torey Hayden que ainda não li.

8. Fadas
Posso dizer que este é elemento associado ao mundo da fantasia que mais gosto... Mas não gosto de qualquer tipo de fadas. Gosto daquelas com uma personalidade luminosa que aprecem para fazer algo de bom na história, que trazem uma mensagem positiva... Infelizmente não é propriamente o tipo de personagem que os autores buscam. Vêem-se muitos vampiros e anjos, Gnomos e Elfos, Dragões e Serpentes. E eu pergunto-me: e onde param as Fadas? Já agora se pegarem em fadas será que não podiam pegar também nos unicórnios? 

Livros lidos sobre este tema:
  • A Fada Oriana (Sophia de Mello Breyner Anderson)


9. Cultura Oriental
Eu gosto muito de saber aspectos que se prendem com a cultura de um país. Gosto de conhecer costumes, formas de olhar para o mundo e para vida. De entre as muitas culturas que povoam o nosso mundo, a cultura oriental desperta em mim um maior interesse. Não vos consigo dar uma justificação, mas facilmente me vejo encantada com tudo o que rodeia aqueles povos. Infelizmente nunca me cruzei com muitos livros que abordassem o tema e também não conheço muito bem os que andam a circular por aí (é algo que tenho de investigar). 

Livros lidos sobre este tema:
  • Uma paixão indiana (Javier Moro)
10.  Personagens "Diferentes"
Neste ponto refiro-me a pessoas com algum tipo de limitação (física, psicológica, etc.) que conseguem afirmar-se no mundo, no seu mundo. Histórias de coragem, de superação... Em termos de histórias verídicas passadas para o papel já existem algum livros (por acaso nunca li nenhum), no que toca a ficção nunca me cruzei com nenhum. 

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

TAG | Resoluções Literárias

Vi esta TAG no blog Little House of Books Catarina S.  e a TAG chama-se "Resoluções literárias para 2014". Sei que já passamos do meio do mês, mas ainda não me sinto fora da época de fazer resoluções. Espero que gostem! Podem encontrar a TAG original aqui.

1. Um autor que nunca leste e queres ler.
São vários os autores que ainda não conheço e que quero descobrir durante este ano de 2014. Entre esses autores destaco Sarah Sundin. Tenho um livro dela na estante por ler e quero durante este ano dar-lhe essa oportunidade.

2. Um livro que queres muito ler.
Este ano que muito ler A Filha do Capitão de José Rodrigues dos Santos. Este é um autor que gosto de pegar pelo menos uma vez por ano. O ano passado li o Anjo Branco e gostei muito. Espero que este não me desiluda. 

3. Um clássico que queres ler.
Este ano que muito ler Orgulho e Preconceito de Jane Austen. É um desejo que importo do ano passado, porque não consegui cumpri-lo no ano que passou.

4. Um livro que queres reler.
Não sou muito de reler livros completos. Quando gosto muito de um livro, muitas vezes, gosto de pegar nele e reler aquelas partes que de alguma forma me marcaram. Mas se fosse mesmo obrigada a ler um escolheria És o meu segredo de Tiago Rebelo. É o meu livro preferido do autor e já o li há imenso tempo.

5. Um livro que tens há séculos e queres finalmente ler.
A cabana de William P. Young. Este livro foi-me oferecido em Dezembro de 2010. Na altura andava entusiasmada com o livro devido a comentários de uma professora minha na faculdade, mas por razões que desconheço esse interesse arrefeceu. Quero ver se este ano consigo lê-lo.

6. Um livro gigante que queres ter a coragem para ler.
Outlander - A Libélula Presa no Âmbar (Outlander #2) de Diana Gabalon. O livro tem 1004 páginas na edição portuguesa e quero mesmo ter coragem para o ler. Li o primeiro volume da série no ano que passou e não fiquei totalmente convencida com o história que ele nos apresenta. Porém, gostaria de ler este segundo volume para ver se é desta que fico convencida.

7. Um autor que já leste e queres voltar a ler.
Isabele Allende. Tomei contacto com esta autora no ano passado e gostaria de ler mais obras dela durante este ano.

8. Um livro que te ofereceram no Natal e que queres ler.
Não me ofereceram livros no Natal.

9. Uma série que queres ler, do primeiro ao último livro.
Não sou muito dada a séries. Por vezes irrita-me ter de estar à espera dos volumes seguintes (que nunca chegam aliás). Assim de repente não me estou a lembrar de nenhuma série que queria ler este ano.

10. Uma série que já começaste e queres terminar.
O Cavaleiro de Bronze de Paullina Simons. Estou ansiosa por saber mais de Tatiana e Alexander.

11. Quantos livros queres ler em 2014?
Quero ler no mínimo 60 livros. Foi a meta que tracei... Mas se os meus apetites para a leitura continuarem como estou agora (não me tem apetecido ler) será difícil alcançar este objectivo.

12. Mais algum objectivo literário que queiras partilhar?
Terminar todos os desafios literários a que me propus este ano.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Mentiras Cruéis [Opinião]


Mentiras Cruéis

Autor: Nora Roberts
Ano: 2010
Editora: Chá das Cinco
Número de páginas: 432 páginas
Classificação: 4 Estrelas

Sinopse
Eve Benedict é a última das grandes deusas do cinema, uma sex symbol de voz sensual premiada com dois Óscares, quatro maridos e uma legião de amantes. Não há segredo ou escândalo que desconheça. Agora, Eve decidiu escrever as suas memórias - revelando tudo e expondo todos. Julia Summers é a biógrafa que Eve escolheu pessoalmente para relatar a sua história. Julia detesta o glamour de Beverly Hills, mas adora o seu trabalho - e o lar que construiu com o seu filho de dez anos que cria sozinha. Como poderia recusar esta oportunidade única? Mas o enteado de Eve, Paul Winthrop, desafiará a determinação de Eve em contar a sua história e a de Julia em preservar o seu coração. E à medida que Julia se apercebe até onde os inimigos de Eve estão dispostos a ir para que as suas memórias não sejam publicadas, também descobre que a deusa do cinema esconde um segredo terrível. Tão terrível que, mais do que mudar a vida de Julia, também lhe pode colocar um ponto final.

Opinião
Nora Roberts foi uma das autoras por quem me apaixonei no ano passado e não poderia ter começado 2014 com uma leitura tão agradável.

Mentiras Cruéis é um livro muito ao estilo de Nora Roberts. A autora traz-nos ao mundo glamoroso dos actores de Hollywood, às intrigas e mentiras que povoam este mundo.
Eve é uma mulher que conquistou o seu lugar no mundo do cinema e da representação à custa de muito esforço e sacrifícios. Farta de encerrar em si os segredos dos bastidores da sua fascinante vida, decide contratar Julia, uma escritora conceituada no mundo dos livros biográficos, para colocar no papel todos os acontecimentos da sua vida que acontecera à frente e por detrás das câmaras.

Julia é uma mulher desconfiada, distante daqueles que não conhece verdadeiramente, marcada por um passado difícil que a torna reticente na sua entrega aos outros.
Eve, com o seu modo muito característico de ser, consegue desarmar Julia e começa a construir com ela uma boa relação de amizade. Julia vê-se a baixar as defesas e a dar um pouco de si a Eve, ao mesmo tempo que se apaixona por Paul.

O livro está escrito de uma forma muito interessante e cativante. É fantástica a forma como Nora Roberts entrelaça as vivências, o passado e o mundo de Eve com o romance de Julia e Paul. Ao longo das páginas são muitos os segredos que vão sendo desvendados, uns mais impressionantes do que outros, mas todos dão ao livro um enredo que apaixona os leitores.

Eu gostei bastante do livro, mas não me surpreendeu da mesma forma do que já li anteriormente (daí só ter dado 4 estrelas). Há acontecimentos que nos apanham de surpresa, mas existem outros que são facilmente descobertos e não nos causam o impacto que nos faz abrir a boca de espanto.

Existem falhas na narração, nomeadamente incongruências temporais e acontecimentos que podiam ter aparecido no livro que foram deixados para trás. 
O final também foi pouco explorado, terminando de uma forma um pouco abrupta. Apesar deste aspectos menos positivos foi uma boa leitura.

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras!

Desafio | I Love Library Books - Reading Challenge 2014



O desafio foi proposto pelo blog Book Dragon's Lair e consiste em ler livros da biblioteca pública da nossa cidade. Como sou uma enorme "consumidora" da biblioteca, este será um desafio fácil de cumprir (espero eu).

Vou aderir ao nível Young Adult, que corresponde a ler 24 livros da biblioteca.

Neste post irão ficar registados os livros lidos no âmbito deste desafio.




  1. Mentiras Cruéis (Nora Roberts)
  2. Amante de Sonho (Sherrilyn Kenyon)
  3. A Rapariga que Inventou um Sonho (Haruki Murakami)
  4. Amor em Lume Brando (Anna Casannovas)
  5. A Filha da Floresta (Juliet Marillier)
  6. A Prisão do Silêncio (Torey Hayden)
  7. 6 de Abril de 96 (Sveva Casati Modignani)
  8. Vidas Cruzadas (Danielle Steel)
  9. Uma luz na escuridão (Catherine Anderson)
  10. O Filho das Sombras (Juliet Marillier)
  11. A Filha da Profecia (Juliet Marillier)
  12. Porque Sim (Daniel Sampaio)
  13. O Beijo da Noite (Sherrilyn Kenyon)
  14. Uma Rapariga dos Anos 20 (Sophie Kinsella) 
  15. A Filha do Capitão (José Rodrigues dos Santos)
  16. O Pacto (Jodi Picoult)
  17. Danças na Floresta (Juliet Marillier)
  18. O nó do amor (Elizabeth Chadwick)
  19. Onde Caem os Anjos (Nora Roberts)
  20. A noiva despida (Nikki Gemmell)
  21. Sob o olhar do amor (Janine Boissard)
  22. Noivas de Guerra (Anthony Capella)
  23. Sepulcro (Kate Mosse)
  24. Romance de Cordélia (Rosa Lobato de Faria)
  25. O Hipnotista (Lars Kepler)
  26. Descalças (Elin Hilderbrand)
  27. A villa (Nora Roberts)
  28. Desaparecida (Katy Gardner)

Registo de Leituras 2014

 
Aqui ficarão registadas as minhas leituras de 2014. Caso queriam aceder mais rapidamente a este post basta irem à página dos desafios e clicar no primeiro desafio de 2014. Boas Leituras!!

Janeiro
1. Mentiras Cruéis (Nora Roberts)
2. O Perfume - História de um assassino (Patrick Süskind)
3. Leitura Beta (Carina Rosa)
4. Amante de Sonho (Sherrily Kenyon)
5. A Rapariga que Inventou um Sonho (Haruki Murakami)
6. Amor em Lume Brando (Anna Casannovas)
    Fevereiro
    7. Milagre em Nova Iorque (Luanne Rice)
    8. O Passado que Seremos (Inês Botelho)
    9. A Filha da Floresta (Juliet Marillier)
    10. A Prisão do Silêncio (Torey Hayden)
    11. 6 de Abril de 96 (Sveva Casati Modignani)
    12. Duas Gotas de Sangue e um Corpo para a eternidade (Carina Portugal)
    13. Nas asas do amor (Sarah Sundin)
    14. Um refúgio para a vida (Nicholas Sparks)

    Março
    15. Vidas Cruzadas (Danielle Steel)
    16. Uma luz na escuridão (Catherine Anderson)
    17. O Filho das Sombras (Juliet Marillier)
    19. A Pirata (Hugo N. Gerstl)
    20. Almas Cinzentas (Philippe Claudel)

    Abril
    21. Clepsidra (Camilo Pessanha)

    Maio
    22. Leitura Beta (Carina Rosa)
    23. Na sombra das palavras (antologia de contos)

    Junho
    24. A Filha da Profecia (Juliet Marillier)
    25. Cartas da Nossa Paixão (Karen Kingsbury)
    26. Porque Sim (Daniel Sampaio)
    27. O Intruso (Carina Rosa)
    28. Uma Promessa Para Toda a Vida (Nicholas Sparks)
    29. Ana Karenina (Leão Tolstoi)
    30. Porto Seguro (Danielle Steel)
    31. Sozinhos na Ilha (Tracy Gravis Grave)
    32. Provocadora (Madeleine Hunter)
    33. Amor à primeira vista (Catherine Anderson)
    34. Dias de Ouro (Jude Deveraux)
    35. A Cabana (Wm. Paul Young)

    Julho
    36. Lições de Desejo (Madeleine Hunter)
    37. O Beijo da Noite (Sherrilyn Kenyon)
    38. Uma Rapariga dos anos 20 (Sophie Kinsella)
    39. Investigação Perigosa (Frank Gruber)
    40. Eterna Paixão (Gwyn Cready)
    41. O Carocho-Pirilampo que tinha medo de voar (Mafalda Veiga)
    42. Nunca Digas Adeus (Lesley Pearse)
    43. A Filha do Capitão (José Rodrigues dos Santos)
    44. Uma vida ao teu lado (Nicholas Sparks)

    Agosto
    45. O Pacto (Jodi Picoult)
    46. Danças na Floresta (Juliet Marillier)
    47. Milagre de Amor (Eloisa James)
    48. Mil Noites de Paixão (Madeleine Hunter)
    49. Vidas Trocadas (Sandra Brown)
    50. A noiva proibida (Cathy Williams)
    51. O nó do amor (Elizabeth Chadwick)
    52. Onde Caem os Anjos (Nora Roberts)

    Setembro
    53. A noiva despida (Nikki Gemmell)
    54. Sob o olhar do amor (Janine Boissard)
    55. Noivas de Guerra (Anthony Capella)
    56. Orgulho e Preconceito (Jane Austen)
    57. Estarás aí? (Guillaume Musso)
    58. Sepulcro (Kate Mosse)

    Outubro 
    59. Romance de Cordélia (Rosa Lobato de Faria)
    60. The Satistical Probability of Love at First Sight (Jennifer E. Smith)
    61. O Hipnotista (Lars Kepler)

    Novembro
    62. Descalças (Elin Hilderbrand)
    63. A villa (Nora Roberts)

    Dezembro
    64. Romeu e Julieta (William Shakespeare)
    65. Desaparecida (Katy Gardner)
    66. Olhos de Vidro (Carina Rosa)
    67. A Rapariguinha e os Fósforos (Hans C. Andersen)
    68. O Abeto (Hans C. Andersen)
    69. A culpa é das estrelas (John Green)
    70. A Rainha das Neves (Hans C. Andersen)
    71. A Pequena Sereia (Hans C. Andersen)
    72. A Princesa e a Ervilha (Hans C. Andersen)

    Maratonas Literárias | Viagens (In) Esperadas



    A Maratona Adeus 2013 dinamizada por mim e pela Catarina do blog Sonhar de Olhos abertos correu muito bem. Aliás correu tão bem que as participantes pediram mais.  

    Atendendo ao pedido de várias pessoas, eu e Catarina ponderamos o assunto e decidimos continuar a promover maratonas diferentes. 

    Estas maratonas literárias terão o nome de Viagens (In)Esperadas e acontecerão uma vez por mês. 

    O que é que podem esperar:
    • Maratonas Temáticas;
    • Desafios Interactivos;
    • Partilha de experiências literárias.
    Para além do número de páginas lidas, aquilo que pretendemos é que sejam momentos divertidos em que possamos ficar a conhecer um pouco melhor as páginas que cada uma de nós desfolha.

    Caso queiram participar é só expressar a vossa intenção nos comentários.

    No grupo do facebook (aqui) lançamos uma votação para saber qual a preferência das participantes. Para quem não tem facebook (quem já votou no grupo de facebook, não precisa de votar de novo), ficam aqui os tópicos para a primeira maratona para votarem:

    1. Livros na estante há mais de seis meses;
    2. Livros cujas histórias ou capas lembrem o Inverno;
    3. Livros escritos por autores que nunca leram. 
    Quem não tem facebook, pode deixar a sua escolha nos comentários.

    Agora o mais importante: a maratona irá decorrer entre os dias 27 e 31 de Janeiro.

    quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

    Balanço | Em três razões


    Foram muitas as pessoas que me quiseram deixar sugestões de livros e a quem agradeço a participação. Sem vocês esta rubrica não teria feito sentido. 
    Para não cansar as pessoas e os leitores vou dar-lhe um descanso. O que poderá acontecer é recuperá-la em ocasiões especiais.

    Mas, para já quero fazer o balanço desta que foi a minha primeira rubrica interactiva.

    Participações
    Alma Rebelde de Carla Soares (sugerido por Denise do blog Quando se abre um livro)
    A Trama da Estrela de Vasco Ricardo (sugerido pela Cata do blog Páginas Encadernadas)
    A Última Feiticeira (primeiro volume da Saga das Pedras Mágicas) de Sandra Carvalho (sugerido pela Carolina do blog Singularidades de uma rapariga loira)
    Face Negra de Elizabete Cruz (sugerido pela Mónica do blog A Thousand Lives)
    A vida em surdina de David Lodge (sugerido pela Catarina R. do blog Sonhar de olhos abertos)
    O segredo da casa de Riverton de Kate Morton (sugerido pela Marta do blog I only have)
    Uma vida em jogo de Harlan Coben (sugerido pela Renata do blog Anotações Literárias)
    Um conto de natal de Charles Dickens (sugerido pela Susana do blog Sonho de uma tarde de Outono)
    A Wallflower Christmas de Lisa Kleypas (sugerido pela Cata do blog Páginas Encadernadas)
    Um Casamento no Natal de James Patterson (sugerido pela Ni do blog Tertúlias à Lareira)
    A Invenção de Hugo Cabret de Brian Selznick (sugerido pela Carolina do blog Singularidades de uma rapariga loira)
    Downspiral - Prelúdio de Anton Stark (sugerido pela Mónica do blog A Thousand Lives)
    O sétimo selo de José Rodrigues dos Santos (sugerido pela Fernanda do blog  Reach the Stars)

    Pelo que podem ver, tive 13 participações. Desta 13 apenas li dois livros: Face Negra de Elizabete Cruz e O Sétimo Selo de José Rodrigues dos Santos

    Agradeço as sugestões e espero ler em breve alguns dos livros sugeridos. Talvez venha a abrir uma votação com três livros para deixar ao vosso critério.

    Muito obrigada a todas as participantes!

    Palavras Memoráveis

    Os seus olhos tinham uma expressão vazia e ausente, pois ele, tal como eu, tentava compreender o fosso de devastação e isolamento que a morte deixara na sua esteira, a terrível sensação do salto do conhecido para o desconhecido e a espera aterradora até atingirmos o solo e nos desfazermos em pedacinhos minúsculos, insignificantes.
    Marina Nemat, A prisioneira de Teerão

    quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

    Palavras Memoráveis

    (...) com um bocadinho de esperança podemos mover uma montanha e levá-la até ao mar.
    Marina Nemat, A prisioneira de Teerão

    terça-feira, 14 de janeiro de 2014

    Em três razões...

    Em três razões

    Hoje, irei apresentar as duas últimas participações nesta rubrica, para em seguida fazer um balanço destes meses de participações.

    Então ficam aqui as duas sugestões.

    A Mónica Silva do blog A Thousand Lives sugere a seguinte leitura e as respectivas razões.

    Downspiral - Prelúdio 
    Anton Stark

    Razões
    1. Um world-building complexo mas muito original, baseado no género steampunk;
    2. Uma escrita cuidadosa e polida, muito envolvente;
    3. Personagens muito diversas e originais.

    A última participação nesta rubrica, e não menos importante, é da Fernanda Pratas do blog Reach the Stars que sugere um excelente livro português.

    Sétimo Selo
    José Rodrigues dos Santos

    Razões:
    1. Aquecimento Global (não é recente, mas cada vez mais actual);
    2. Acção rápida e intensa (em alguns momentos fiquei sem folego):
    3. Por último, mas não em ultimo: autor português.

    Muito obrigada pela vossa participação!

    domingo, 12 de janeiro de 2014

    [Divulgação] Vamos escrever um conto?

    A Denise do blog Quando se abre um livro lançou um desafio muito interessante aqui na blogoesfera.

    Eu vou participar e vou deixar aqui o post dela.


    Há várias semanas surgiu-me uma ideia interessante para dinamizar um pouco o blog e tentar colocar os meus leitores a escrever, e decidi finalmente partilhar a minha ideia convosco!

    Como já viram pelo título, a minha ideia consiste em escrever um conto, tendo a participação de várias pessoas. Gostava de juntar um conjunto de 7/8 pessoas interessadas e cada uma ficaria responsável por escrever uma parte do conto, respeitando um limite de palavras previamente definido e também um limite de tempo.

    Eu escreveria o início da história, a segunda pessoa dava continuação e assim sucessivamente até chegar a última pessoa, que teria de dar uma conclusão ao conto.

    No final, após revisão, o conto seria publicado no meu blog (e também nos blogues dos participantes, se assim desejarem) para dar a conhecer o resultado desta ideia!

    Sendo assim, se estiverem interessados em participar, contactem-me pelo e-mail aluznotunel@gmail.com e estejam à vontade para divulgar esta iniciativa nos vossos blogues.
    Quem se junta a esta ideia? Vamos escrever um conto?

    Caso se queriam juntar ao grupo, basta seguirem as instruções 
    da Denise e enviarem-lhe um mail.