domingo, 7 de maio de 2017

Por detrás da tela | "Um dia em Auschwitz" (Documentário)

Classificação: 10/10 Estrelas

Eu gosto muito de ver documentários. Consigo aprender verdadeiramente com eles. Como a minha curiosidade acerca do Holocausto e da Segunda Guerra Mundial é grande, decidi ver este documentário. 

Cruzei-me com ele no youtube e fiquei curiosa. Neste documentário assistimos a uma visita ao campo de Auschwitz de Kitty Hart, uma ex-prisioneira deste campo onde entrou aos 16 anos; juntamente com duas adolescentes com a idade igual àquela com que Kitty entrou no campo.
Ao longo de quase 50 minutos somos guiados pela Kitty por alguns lugares do campo, acompanhados por todas as vivências desta senhora. É um relato duro, cru e que me deixou arrepiada. 

Um dia, gostaria muito de visitar este campo de concentração (e até mesmo outros). Porém, o impacto das descrições de Kitty e a dureza das imagens fizeram-me colocar em causa a minha capacidade para aguentar tamanho impacto emocional. Aquilo que esta senhora me transmitiu ao longo da sua caminhada pelo campo, as suas descrições e as respostas às perguntas das jovens, fez-me sentir que aquele espaço possui uma carga espiritual enorme. Algo que se entranha na pele, que nos suga as energias e nos deixa prostrados perante as crueldades que o ser humano é capaz.

Penso que por muito documentários e filmes vistos, por muitos livros lidos, por muitos relatos ouvidos, nunca chegaremos a conhecer a verdadeira escala deste período da história. Sinto que muito ficou por contar. E se já aquilo que sabemos é muito mau, aquilo que nunca chegou até nós deve ser inimaginável e de uma crueldade ainda maior. 
Muitas vezes pergunto-me o que passaria pela cabeça dos soldados. O que é que eles sentiam? Não tinham consciência das atrocidades que cometiam? Onde ficava a empatia dele por aqueles pessoas? Nunca li ou vi alguma coisa sobre a perspetiva de soldados nazis. Sim, é óbvio que dadas as circunstâncias histórias eles se tenham remetido ao silêncio. Mas vocês não têm curiosidade em perceber o funcionamento mental destes homens e mulheres que se dedicaram a exterminar outros seres humanos da forma mais cruel?

Kitty é uma excelente narradora. Consegue passar para nós tudo aquilo que ela viver e sentiu e desvenda um pouco de como foi sair do campo. Ela é um testemunho vivo do período mais horrível da história mundial. Uma prova de que as coisas aconteceram, apesar de haver murmúrios de que o Holocausto não passa de uma invenção. 

Para quem se interessa por esta temática, recomendo que vejam este documentário. Tenho a certeza de que se vão arrepiar.

2 comentários:

  1. Olá Silvana,
    Não conhecia mas fiquei muito curiosa. Tenho que ver!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Então tens mesmo que ver. Um dos melhores documentários que eu já vi. Facilmente o encontras no youtube.
      Fico à espera da tua opinião.
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!