quinta-feira, 22 de junho de 2017

Divulgação | "Doces silêncios" de Deborah Smith e "As impertinências do cupido" de Ana Gil Campos


Doces Silêncios de Deborah Smith

Sinopse
Após a morte do marido num trágico acidente, Hush McGillen não se deixou abater. Transformou os pomares de maçãs da família num negócio de sucesso e o filho, Davis, está a estudar na conceituada Universidade de Harvard. Contudo, este idílico paraíso cai por terra quando o filho aparece com uma companhia inesperada: a filha do Presidente dos Estados Unidos. De um momento para o outro, Hush tem de lidar com os Serviços Secretos, a comunicação social e, pior do que tudo, os novos sogros do filho - e a primeira-dama não está nada satisfeita.

Com o agente federal Nick Jakobek, enviado pela família presidencial para resgatar a filha, a trazer ainda mais caos à sua vida, Hush vê-se perante a necessidade de fazer todos os possíveis para salvar o seu negócio, a sua reputação e a sua família - pois o seu passado não é exatamente o conto de fadas que todos julgam.

Esta será a minha estreia com a autora e eu estou muito curiosa por ler este livro. São várias as opiniões positivas em relação ao trabalho da autora, por isso, tenho a sensação de que vou ter aqui uma boa leitura. 
A capa é bastante bonita e o título apelativo. Acima de tudo espero encontrar uma bonita estória de amor.

As impertinências do cupido de Ana Gil Campos

Sinopse
No Itaim Bibi, um bairro nobre de São Paulo, tudo parece sereno, entregue ás rotinas diárias. Sob esta aparência tranquila, porém, as vidas íntimas dos seus moradores são atravessadas por inúmeras aventuras.

Ao longo deste livro, somos convidados a espreitar à janela de cada personagem, partilhando os seus segredos e confidências, sorrindo com as suas conquistas e suspirando com as suas frustrações.

Num registo divertido, Ana Gil Campos traça um retrato plausível e cru do que são as relações amorosas nos dias de hoje, bem mais complexas e problemáticas do que um olhar menos atento consegue captar.

A minha curiosidade em ler este livro prende-se com o interesse em continuar a acompanhar a evolução desta autora portuguesa. Li um trabalho anterior dela. Foi uma leitura satisfatória, mas antevi ali potencial para nos oferecer mais. Assim, espero encontrar uma leitura fluída mas com elementos que me demonstrem a evolução na escrita de Ana Gil Campos.

E vocês, têm curiosidade em ler algum destes livros? Qual desperta mais o vosso interesse?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!